Por Luiz Padilha

O Defesa Aérea & Naval esteve presente na apresentação das instalações da futura fábrica de aeroestruturas para o caça brasileiro Gripen, em mais um passo importante para o Programa Gripen Brasil.

A Saab Aeronáutica Montagens (SAM) está situada na cidade de São Bernardo do Campo, São Paulo, em um edificação já pronta com uma área de aproximadamente 5 mil m², onde serão fabricados seis segmentos aeroestruturais para o Gripen BR. São eles: o cone de cauda, os freios aerodinâmicos, o caixão das asas, a fuselagem traseira e a fuselagem dianteira para a versão monoposto (um assento) e a versão biposto (dois assentos).



Vídeo 3D das futuras instações da SAM

Segundo o diretor geral da SAM, Marcelo Lima, “Este é o início da instalação da fábrica. Já estamos implementando o escritório, contratando pessoas e fornecedores. Até 2020 toda a estrutura fabril estará montada para dar início a fabricação dos componentes do Gripen, e assim, se preparando para fazer parte da cadeia global de suprimentos da Saab para os mercados de defesa e civil”.

Jonas Hjelm, Chefe da Área Aeronáutica da Saab

A Saab escolheu instalar a SAM na cidade de São Bernardo do Campo devido a sua localização estratégica. A proximidade do Porto de Santos, do Aeroporto Internacional de Guarulhos, de importantes rodovias e dos clusters aeronáuticos de São José dos Campos e de Gavião Peixoto, cidade que hospeda o Centro de Projetos e Desenvolvimento do Gripen (Gripen Design and Development Network – GDDN), onde será feita a montagem final das aeronaves.

       

Ainda segundo Marcelo Lima, a SAM iniciará a fabricação dos componentes em 202 com aproximadamente 55 funcionários altamente qualificados, entre engenheiros e técnicos, que serão capacitados em Linköping, na Suécia, onde receberão o treinamento necessário para o processo de industrialização, qualificação e montagem de fuselagens complexas, específicas para a produção de um caça supersônico no Brasil. Até 2024, a SAM estará com cerca de 200 funcionários produzindo as aeroestruturas que serão fornecidas para a montagem final dos caças.

Mikael Franzén, Chefe da Unidade de Negócios Gripen Brasil

Em sua apresentação, Jonas Hjelm, Chefe da Área Aeronáutica da Saab, disse que a SAM irá integrar a cadeia global de suprimentos da Saab, atuando não só na América latina mas em todo o mundo.

Após as apresentações, os diretores da Saab participaram de uma mini-coletiva com a imprensa, onde algumas informações adicionais sobre o programa puderam ser esclarecidas.

Da esquerda para a direita: Bengt Janér, Marcelo Lima, Jonas Hjelmm Mikael Franzén e o piloto de testes do Gripen, Hans Einerth

O DAN perguntou se dos 36 caças, (28 monopostos – Gripen E  e 8 bipostos – Gripen F) que serão entregues no período de 2019 à 2024, se os modelos bipostos seriam 100% fabricados no Brasil e caso a Saab venha a vender este modelo para outros países, se eles seriam sempre Made in Brazil. Mikael Franzén, Chefe da Unidade de Negócios Gripen Brasil, disse que o 1º Gripen F, ou modelo biposto será fabricado na Suécia e os outros 7 seguintes, fabricados no Brasil. Quanto a futuras vendas do modelo F serem fabricados no Brasil, ele disse que dependeria muito do tipo de negociações envolvidas.

Perguntado por um jornalista da mídia especializada se o peso máximo decolagem da aeronave teria sofrido alguma alteração desde sua concepção, ele afirmou que continua o mesmo, ou seja, 16.500 ton. Em resposta a outro jornalista, ele informou que todo o investimento se encontra dentro do que foi programado, não havendo nenhuma alteração.

Da esquerda para a direita: Lars Nyström, Bengt Janér, Jonas Hjelm, Mikael Franzén, Hans Einerth e Marcelo Lima

À Jonas Hjelm, Chefe da Área Aeronáutica da Saab, foi perguntado se a fabricação de 36 caças não era pouco para o investimento feito, ele disse que a Saab espera vender mais de 300 caças Gripen E/F e que a SAM irá fornecer peças para todas esses caças. Ele explicou que peças produzidas no Brasil também serão enviadas para a Suécia para fabricação dos caças Gripen.

À Marcelo Lima, diretor-geral da SAM, foi perguntado se essa fábrica teria algum tipo de inovação por se tratar de uma fábrica nova, ele disse que a maior inovação da SAM é ser totalmente digital. Não existirá papel, cada um dos funcionários da fábrica terá um computador e todas as informações serão 100% digitalizadas.

Ao piloto de testes do Gripen, Hans Einerth, foi perguntado sobre a integração do radar Raven no Gripen E. Hans respondeu que a integração está ocorrendo bem e acima das expectativas do programa.

Devido ao curto tempo disponível para perguntas, não foi possível colher mais informações sobre o programa.



 

2 Comments

 

  1. 20/05/2018  11:20 by Edésio Prando Responder

    Gostaria do e-mail para poder enviar curriculum, e novas informações a respeito desta conceituada empresa.

  2. 10/05/2018  19:52 by Tomcat3.7 Responder

    Show, parabéns pela cobertura bacana!
    O vídeo mostra o nível da fábrica, top. Dali sairá nosso 5g tbm no futuro creio eu, Saab js2020.

Leave a reply

 

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.