Por Girish Gupta

CARACAS (Reuters) – A Venezuela possui 5 mil mísseis terra-ar do tipo Manpads fabricados na Rússia, de acordo com um documento militar analisado pela Reuters, o maior estoque conhecido na América Latina e uma fonte de preocupação para as autoridades dos Estados Unidos em um momento de tumulto crescente no país produtor de petróleo.

O governo socialista da Venezuela usa há tempos a ameaça de uma invasão “imperialista” dos Estados Unidos para justificar um reforço no armamento. Grande parte do arsenal foi obtido da Rússia pelo falecido presidente venezuelano Hugo Chávez, cujo período no poder durou de 1999 até sua morte em 2013.

Soldado venezuelano pratica em um simulador de artilharia antiaérea como parte de um exercício de defesa militar em conjunto com o público em Caracas. Foto Carlos Garcia Rawlins

Os mísseis que podem ser operados por uma única pessoa, já que são lançados apoiados no ombro, representam uma ameaça séria a aeronaves comerciais e militares.

Especialistas em armamento dizem que há tempos se teme que as armas possam ser roubadas, vendidas ou de alguma maneira direcionadas a mãos erradas, uma preocupação exacerbada pelos confrontos civis em curso na Venezuela e pela crise econômica que abala a nação produtora de petróleo.

De acordo com uma apresentação militar venezuelana testemunhada pela Reuters, o país sul-americano tem 5 mil mísseis SA-24 do tipo sistema de defesa aérea de uso portátil (Manpads, na sigla em inglês), também conhecidos como Igla-S.

O documento visto pela Reuters oferece o relato mais completo até o momento do arsenal de armas. Registros públicos de armas confirmam o grosso dos números vistos na apresentação militar.

O governo da Venezuela e autoridades militares não responderam a pedidos de comentário sobre a informação.

 

20 Comments

 

  1. 07/08/2017  10:28 by Leonardo Rodrigues

    And??????
    Um país possuir estoques de misseis é comum. Uma Republica que faz fronteiras com a Venezuela só compra em número que caiba na palma da mão e daí este número assusta. Pasmo!

  2. 07/08/2017  11:22 by FERNANDO

    rsrssr
    Por tentativa e erro.
    Argentina NAO
    Bolivia NAO
    Chile NAO
    Colômbia NAO
    Equador NÃO
    hummm, quem será???
    Paraguai NÃO
    Falta quemmmm???
    Me ajudem genteeeeeeee
    Não consigo me lembrar

  3. 07/08/2017  13:30 by Renato

    O problema não é um país ter mísseis, mas esse país estar nas mãos de radicais fanáticos marxistas.
    Integrante do foro de são Paulo que querem implantar a mesma ideologia em toda a América latrina.

  4. 07/08/2017  17:37 by Wellington Góes

    Daí a importância das aeronaves brasileiras terem equipamentos de contra-medidas operacionais e não, apenas, cabeamento pré-instalado na base do plug and play para futuras instalações. Sempre haverá um doido próximo de você.

  5. 07/08/2017  17:52 by jose luiz esposito

    E se estivessem nas mãos de Capachos e Paus Mandados dos Americanos , para ti seria Ótimo ? Vamos parar com este Bla Bla Bla , contudo que há de errado na Venezuela , com toda certeza ela seria a última a tentar agredir um só vizinho se quer, ao contrário do conhecido inimigo dos Povos !
    E veja aparecerão aqui colonizados que me atacarão, me chamando de comunista , e outras baboseiras . Ser Nacionalista e Realista no Brasil , leva ao inconformismo aos americanófilos !

  6. 07/08/2017  19:36 by Ivan BC

    Meu Deus!
    Esse José Luiz Esposito ainda continua com esses comentários totalmente sem noção.
    Olha o Estado da Venezuela, meu filho!
    Não tem absolutamente nada a ver com EUA ou qualquer outro país, pare de ser paranóico contra os EUA, sério, já perdeu a graça! Estamos falando de um país que mata diariamente civis, país que armou até os dentes organizações paramilitares, grupos do narcotráfico, grupos partidários com ideia de repreender a força "pessoas que pensam de forma diferente", você (José Luiz Esposito) gostaria de levar um tiro de fuzil (FAL) na cara por escrever essas bobagens frequentemente? NÃO? Então porque fazer isso com os seus semelhantes?
    Vai defender ditaduras no quintos dos infernos! Digite no Youtube: caos na Venezuela, assassinato a sangue frio na Venezuela, tortura na Venezuela etc...e tente acordar para o mundo real.

  7. 07/08/2017  21:14 by Sequim

    Acho engraçado quando falam da Venezuela, mas esquecem (ou será memória seletiva, aliás beeemm seletiva) que os EUA entupiram os Talebans de armamento sofisticado (mísseis Stinger, por exemplo) para lutarem contra a então URSS. E antes que comecem com esse blá,blá, blá de boliviano, " vai pra Cuba" e que tais , não sou fã de Maduro e companhia. Apenas não sou sem memória.

  8. 07/08/2017  21:28 by Juarez

    Esposito, aproveita para dizer todas sandices que tu quiser, os dias de tirania da esquerda latrina americana estão contadas, e vocês não vão conseguir por a culpa "nuzamericanumalvadu" .
    A única cosia que nos leva ao inconformismo é esquerda Brasileira defender assassinos, ditadores e corruptos.

  9. 08/08/2017  1:06 by Flanker

    Sequim, concordo que os EUA fizeram isso na guerra do Afeganistão/URSS. E os soviéticos já haviam feito o mesmo, fornecendo mísseis SAM para os Norte-vietnamitas contra os EUA. Essa prática acontece de ambos os lados, há muito tempo.

  10. 08/08/2017  1:19 by Flanker

    Juarez, nossa esquerda não só defende como também apoia o regime de Maduro. Estão sendo enviados militantes, integrantes do MST, etc para ajudar a defender o regime bolivariano. Essa constituinte arquitetada por Maduro nada mais e do que a instalação de uma ditadura no país vizinho. Ele está caçando seus adversários, amordaçando a imprensa, reprimindo o povo e cerceando o acesso da população aos meios de comunicação e à internet. Está cooptando o legislativo e o judiciário, querendo colocar seus partidários em todos os cargos relevantes em todos os poderes. Mas, para os líderes de esquerda em todo o continente, Maduro está agindo corretamente. O Foro de São Paulo, reunido no final de julho, reiterou seu apoio à Maduro. Essa é a face verdadeira dessa cambada.

  11. 08/08/2017  9:19 by Sequim

    Quanto à esquerda, eu sou um de, mas não me considero parte de uma "cambada". O problema é que faltam tanto à esquerda quanto à direita, atualmente, são bom - senso e senso crítico. A política está sendo feita com o fígado, quando não com os intestinos. Ah, sim antes que eu me esqueça : pode ter gente ruim na esquerda mas olhem o naipe da direita brasileira, com Temer, Jucá, Maia, Aécio e companhia.

  12. 08/08/2017  10:28 by Flanker

    Sequim, concordo com você. Não existe honestidade e retidão na política brasileira, independente se é esquerda ou direita. Todos se misturaram na lama da corrupção. Pelo viés de esquerda ou direita, não há, praricamente, quem se salve.

  13. 08/08/2017  13:17 by Sequim

    Flanker, a política faz parte da vida, como a morte e os impostos. Vejo muita gente hoje em dia se apresentando como "não -políticos". Nas eleições do ano que vem haverá uma enxurrada desses candidatos. Só que eles sendo eleitos terão que fazer uso da política, querendo ou não, pois até no mais duro dos regimes, a política é indispensável. Espero que isso tudo sirva para nos melhorar como civilização.

  14. 08/08/2017  19:02 by Flanker

    Sequim, concordo plenamente! Só que no Brasil já tivemos governos de esquerda e de direita e ambos se mostraram igualmente corruptos e seduzidos pelas benesses do poder. Nosso problema é muito maior que apenas a classe política. O maior problema é cultural, da personalidade do brasileiro típico, que só pensa em si e não no pais. Se esquecem que o país somos nós mesmos. Povo sem educação e senso de coletividade. A maioria da população pensa que, se pra ele está bem, lixe-se o resto. Se isso não mudar, nada mais muda.

  15. 08/08/2017  19:10 by Jose luiz esposito

    E para ver se passa , ais uma coisinha .A Venezuela tera que resolver os seus problemas sozinhos , nada de intervençao estrangeira e de ninguem !!!

  16. 08/08/2017  20:05 by Luciano Andrade

    É realmente nada de intervenção, que a população morra de fome, falta de medicamentos ou na bala mesmo. Se hoje o Haiti não está bom, imagine sem a intervenção da ONU ? Antes de política, pense na questão humanitária.

  17. 08/08/2017  20:41 by Sequim

    Parabéns ao DAN por ser um ambiente tão democrático, onde podemos debater ideias e opiniões, ainda que nada tenha a ver (ou tem?) com o tema do assunto postado pelos editores.

  18. 08/08/2017  21:10 by Jose luiz esposito

    Aqui a mesma coisa ,sempre os meus comentarios sao cortados , depois de ser agredido por pesdoas que dizem brasileiros , quando ha interesse , mas pensambser naturais de certo país, que pir sinal , não é nosso amigo , para nao ser mais radical !!

  19. 08/08/2017  22:51 by Adriano Corrêa

    A Venezuela está corretíssima! Não podem fazer igual a um grande vizinho ao sul deles. Compra um número irrisório que só serve para mostrar em eventos esportivos e desfiles militares.
    Brasileiro falando mal da Venezuela, que cúmulo, que ridículo. Os sujos falando mal dos mau lavados!
    Gostaria tanto que as FAs Brasileiras tivessem 5000 IglasS!
    Tudo bem galera podem sentir inveja, mas não fiquem chorando mi mi mi!

  20. 09/08/2017  0:41 by Jose luiz espositoj

    Entao envie a Venezuela aquele nosso conhecido mui amigo , esperem o que acontecerá com seus soldadinhos !

Leave a reply

 

Your email address will not be published.